Chegou o trailer do filme do Jimi Hendrix

Galera do rock and roll e amantes da música, o tão esperado trailer do filme do Jimi Hendrix foi divulgado. A semelhança de André 3000, do Outbkast, com o músico impressiona e as poucas imagens reveladas remontam o gênio forte e o talento incontestável do cara!

O filme ˜Jimi: all is by my side˜ foi dirigido por John Ridley, que ganhou o Oscar por seu trabalho no longa ˜Doze anos de escravidão˜, e deve chegar aos cinemas dos Estados Unidos no dia 26 de setembro. Vamos torcer para que possamos ver nas telonas brasileiras o quanto antes!

Confira o trailer e tire suas próprias conclusões…

Anúncios

‘Rock in Rio – O Musical’ inaugura Cidade das Artes em janeiro

por Heloisa Aruth Sturm

Dez anos e mais de meio bilhão de reais depois, a Cidade das Artes finalmente será aberta ao público. A polêmica casa de concertos localizada na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, será o palco de estreia do espetáculo Rock in Rio – O Musical, uma história de amor embalada ao som de 50 hits do festival.

A inauguração ocorre em sistema de soft opening, espécie de teste do prédio, onde a produção do musical ocupa o espaço e, em troca, implementa a logística necessária ao seu funcionamento.

“Nós precisávamos fazer uma abertura em que começássemos a entender o que está funcionando e o que ainda precisa de restauro e de substituição. Fazer o soft opening é praticamente obrigatório em qualquer casa desse porte no mundo inteiro”, diz Emilio Kalil, que deixou recentemente a secretaria municipal de cultura para presidir a Fundação Rioarte, futura gestora do espaço.

O espetáculo ocorrerá na Grande Sala, o maior dos espaços multiuso da Casa, e terá capacidade para 1,2 mil lugares. No palco, a história de um casal apaixonado é narrada ao som de grandes hits nacionais e internacionais, interpretados pelos 25 atores. Os artistas cantam em cena contando com a ajuda e a experiência de Lucinha Lins e Guilherme Leme, que vivem a mãe de Alef e o pai de Sofia, os jovens protagonistas.

“A ideia é pegar um pouco do espírito do Rock in Rio e transformar em uma história de ficção. É inspirada na realidade que permeia o festival e no poder da música de transformar o mundo”, diz o roteirista Rodrigo Nogueira. O set list da produção é bastante eclético. “Se o perfil do festival é trazer todos os tipos de música, o musical deveria ter esse perfil também”, conta o diretor João Fonseca. Roberto Medina, idealizador do festival que já teve doze edições (oito delas no exterior), tem planos de transpor o musical para o cinema. A peça estreia em 3 de janeiro e estará em cartaz no Rio até abril e deverá chegar a São Paulo em maio.

Com as obras concluídas em setembro, os testes acústicos e de equipamentos tiveram início em novembro, e devem continuar nos próximos três meses. As salas serão abertas gradativamente até março, quando ocorre a abertura oficial da Cidade das Artes. “Crises passadas deixaram a casa um pouco abandonada.” Kalil se refere à trajetória atribulada de sua construção, que custou cinco vezes mais que o planejado e levou à instalação de duas CPIs. A mais recente, de 2009, terminou com um relatório indicando 57 irregularidades.

O prédio projetado pelo arquiteto francês Christian de Portzamparc, autor da Cité de la Musique (Paris), consumiu R$ 518 milhões da prefeitura e chegou a ser inaugurado cinco dias antes do término do mandato de César Maia, em dezembro de 2008, quando faltava a conclusão de 40% do projeto. Seu sucessor, o atual prefeito Eduardo Paes, suspendeu a execução dos contratos e pagamentos, e contratou uma equipe para fazer uma auditoria. As obras só foram retomadas dez meses depois.

Cantor Elton John fará três shows no Brasil em 2013

Elton John fará três shows no Brasil entre fevereiro e março de 2013, informou nesta quarta-feira (5) a XYZ Live, produtora responsável pela vinda do cantor ao País. A performance do artista poderá ser assistida em São Paulo, no dia 27 de fevereiro, no Jockey Club; em Porto Alegre, dia 5 de março, no estádio Zequinha; e em Brasília, dia 8 de março, no Centro de Convenções Internacional.

Os ingressos para as apresentações começam a ser vendidos a partir de 8 de dezembro para os shows de São Paulo e Brasília, e dia 10 de dezembro para o show de Porto Alegre. A compra pode ser feita pelo http://www.livepass.com.br (para os shows de São Paulo e Porto Alegre) e pelo http://www.ingressorapido.com.br (para Brasília). Os valores vão de R$ 180 a R$ 1.000,00.

Fonte: Terra

Conheça os filmes confirmados para a 36ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo

A 36ª edição da Mostra Internacional de Cinema de São Paulo começa nesta sexta-feira (19) e acontece até o dia 1º de novembro em 28 salas da capital.

O evento, que neste ano presta homenagem ao cineasta russo Andrei Tarkóvski, divulgou uma lista dos filmes já confirmados na programação.

Outros homenageados são os diretores Sergei Loznitsa, Minoru Shibuya, Raúl Ruiz e Chris Marker, além de apresentações especiais como a do filme “Nosferatu”, de Friedrich Wilhelm Murnau, que será exibido com orquestra e coral ao vivo no Parque Ibirapuera.

Veja abaixo:

COMPETIÇÃO NOVOS DIRETORES

111 Garotas (111 Dokhtar, Iraque, Irã), de Nahid Ghobadi
A Casa (Portugal), de Júlio Alves
A Culpa Do Cordeiro (La Culpa del Cordero, Uruguai), de Gabriel Drak
A História de Tomi Ungerer (Far out isn´t far enough: the Tomi Ungerer story, EUA), de Brad Bernstein
Água (Water, Israel, Palestina), de Nir Sa’ar, Maya Sarfaty, Mohammad Fuad, Yona Rozenkier, Mohammad Bakri, Ahmad Bargouthi, Pini Tavger, Tal Haring
Aqui e Ali (Aquí y Allá, Espanha, EUA, México), de Antonio Mendez Esparza
Arcadia (EUA), de Olivia Silver
Avanti (Suíça, Bélgica), de Emmanuelle Antille
Babeldom (Inglaterra), de Paul Bush
Crônicas da Infância (Chroniques d´une cour de récré, França), de Brahim Fritah
Debaixo da Sombra da Cruz (All’Ombra Della Croce, Espanha, Itália), de Alessandro Pugno
Dente por Dente (Diente por Diente, México), de Miguel Bonilla Schnaas
El Resquicio (Colômbia, Argentina), de Alfonso Acosta
Encontrando Leila (Ashnaee ba Leila, Irã), de Adel Yaraghi
Estrada de Palha (Portugal, Finlândia), de Rodrigo Areias
Hemel (Holanda, Espanha), de Sacha Polak
Herança (Inheritance, França, Israel, Turquia, Palestina), de Hiam Abbass
L (Grécia), de Babis Makridis
La Sirga (Colômbia, França, México), de William Vega
Los Días (Argentina), de Ezequiel Yanco
Mad Ship (Canadá, Noruega), de David Mortin
Memories Look At Me (Ji Yi Wang Zhe Wo, China), de Song Fang
Meu caro amigo Chico (Portugal), de Joana Barra Vaz
Minha Vida em Nairóbi (Nairobi Half Life, Quênia, Alemanha), de Tosh Gitonga
Miradas Múltiplas – O Universo de Gabriel Figueroa (Miradas Múltiples (La Máquina Loca), México, França, Espanha), de Emilio Maillé
Mosquita e Mari (Mosquita y Mari, EUA), de Aurora Guerrero
O Comediante (The Comedian, UK ), de Tom Shkolnik
O Filho Querido (Jin Sun, Taiwan), de Chou She Wei
O Frágil Som do Meu Motor (Portugal), de Leonardo António
O Quase Homem (Mer Eller Mindre Mann, Noruega), de Martin Lund
O Último Passo (Peleh Akhar, Irã), de Ali Mosaffa
Os Descrentes (Les Mécréants, Marrocos, Suíça), de Mohcine Besri
Os Selvagens (Los Salvajes, Argentina), de Alejandro Fadel
Ouro Colombiano: 400 Anos de Música da Alma (Oro Colombiano: 400 años de musica del alma, Colômbia, Venezuela), de Sanjay Agarwal, Ivan Higa
Padak (Coréia do Sul), de Lee Dae Hee
Parviz (Irã), de Majid Barzegar|
Paul Bowles: A Porta da Jaula Está Sempre Aberta (Paul Bowles: The Cage Door Is Always Open, Suíça), de Daniel Young
Pedaços de Mim (Des Morceaux de Moi, França), de Nolwenn Lemesle
Preenchendo o Vazio (Lemale Et Ha’halal, Israel), de Rama Burshtein
Quando Vi Você (When I Saw You, Palestina, Jordânia), de Annemarie Jacir
Rua da Redenção (Ustanicka Ulica, Sérvia), de Miroslav Terzic
Salsipuedes (Argentina), de Mariano Luque
Satellite Boy (Autrália), de Catriona McKenzie
Sem Outono, Sem Primavera (Sin Otoño, Sin Primavera, Equador, Colômbia, França), de Iván Mora Manzano
Sequestro (Kapringen, Dinamarca), de Tobias Lindholm
Shameless (Bez Wstydu, Polônia), de Filip Marczewski
Sobre o Céu Rosa (Momoiro Sora Wo, Japão), de Keiichi Kobayashi
Voz da Primavera (Sedaye Cheshme, Irã), de Houshang Falah Rezaei
We Came Home (EUA, Afeganistão) de Ariana Delawari
You and Me Forever (Dinamarca), de Kaspar Munk

MOSTRA BRASIL – Competição Novos Diretores

A Arte de Interpretar – A Saga da Novela Roque Santeiro, de Lucia Abreu
A Porta Larga, de Aleandro Tubaldi
Antes Do Fim Do Mundo, de Sabrina Marostica e Herbert Gondo
Cores, de Francisco Garcia
Embu – Terra das Artes, de Maria De Fátima Seehagen
Francisco Brennand, de Mariana Brennand Fortes
Jardim Atlântico, de Jura Capela
Lacuna, de André Lavaquial
Muito Além do Peso, de Estela Renner
Nove Crônicas Para Um Coração aos Berros, de Gustavo Galvão
Pra Lá do Mundo, de Roberto Studart
Sinfonia De Um Homem Só, de Cristiano Burlan
Metro, de Guilherme B. Hoffmann

MOSTRA BRASIL – Perspectiva

A Busca, de Luciano Moura
A Floresta de Jonathas, de Sergio Andrade
A Memória que me Contam, de Lúcia Murat
Balança mas não Cai, de Leonardo Barcelos
Boa Sorte, Meu Amor, de Daniel Aragão
Chamada a Cobrar, de Anna Muylaert
Cine Holliúdy, de Halder Gomes
CutBack, de Alex Miranda
Dores de Amores, de Raphael Vieira
Elena, de Petra Costa
Entretempos, de Henri Arraes Gervaiseau
Era uma Vez Eu, Verônica, de Marcelo Gomes
Estado de Exceção, de Juan Posada
Hélio Oiticica, de Cesar Oiticica Filho
Jards, de Eryk Rocha
Kátia, de Karla Holanda
Laura, de Fellipe Gamarano Barbosa
Meu Amigo Claudia, de Dácio Pinheiro
Noites de Reis, de Vinicius Reis
O Dia que Durou 21 Anos, de Camilo Tavares
O que se Move, de Caetano Gotardo
O Som ao Redor, de Kleber Mendonça Filho
Satyrianas, 78 Horas em 78 Minutos, de Daniel Gaggini, Fausto Noro, Otávio Pacheco
Sementes do Nosso Quintal, de Fernanda Heinz Figueiredo
Um Filme para Dirceu, de Ana Johann
Uma História de Amor e Fúria, de Luiz Bolognesi
Colegas, de Marcelo Galvão
Pernamcubanos – O Caribe que nos Une, de Nilton Pereira
A Coleção Invisível, de Bernard Attal
Margaret Mee e a Flor da Lua, de Malu De Martino
Repare Bem, de Maria de Medeiros
A Última Estação, de Marcio Curi
Super Nada, de Rubens Rewald

PERSPECTIVA INTERNACIONAL

10+10 (Taiwan), de Hou Hsiao-hsien e outros
25/11 O Dia em que Mishima Escolheu o Seu Destino (11.25 Jiketsu No Hi: Mishima Yukio To Wakamono-Tachi, Japão), de Koji Wakamatsu
38 Testemunhas (38 Témoins, França ), de Lucas Belvaux
A Aposentada (La Jubilada, Chile), de Jairo Boisier
A Árvore dos Morangos (El Árbol De Las Fresas, Canadá, Cuba, Itália), de Simone Rapisarda Casanova
A Bela Que Dorme (Bella Addormentata, França, Itália), de Marco Bellocchio
A Caça (Jagten, Dinamarca), de Thomas Vinterberg
A Feiticeira da Guerra (Rebelle, Canadá), de Kim Nguyen
A Glória das Prostitutas (Whore´s Glory, Alemanha, Áustria), de Michael Glawogger
A Horda (Orda, Rússia), de Andrei Proshkin
A Parede (Die Wand, Áustria, Alemanha), de Julian Roman Pölsler
A Parte dos Anjos (The Angel´s Share, Reino Unido, França, Bélgica, Itália), de Ken Loach
A Riqueza do Lobo (La Richesse Du Loup, França), de Damien Odoul
A Royal Affair (En Kongelig Affære, Dinamarca), de Nikolaj Arcel
À Sombra da República (A L’ombre de La République, França), de Stéphane Mercurio
A Voz do Meu Pai (Babamin Sesi, Turquia, Alemanha, França), de Orhan Eskikoy
Abendland (Áustria), de Nikolaus Geyrhalter
África Negra Mármore Branco (Africa Nera Marmo Bianco, Itália, Estados Unidos), de Clemente Bicocchi
Além Das Montanhas (Dupa Dealuri, Romênia), de Cristian Mungiu
Alois Nebel (República Tcheca), de Tomas Lunak
Alpes (Alpeis, Grécia), de Yorgos Lanthimos
Amanhã (Zavtra, Rússia), de Andrey Gryazev
Amanhã? (Demain?, França, Portugal), de Christine Laurent
Ano de Graça (Año De Gracia, Espanha), de Ventura Pons
Antiviral (Canadá), de Brandon Cronenberg
Aos 80 (Anfang 80, Áustria), de Sabine Hiebler e Gerhard Ertl
Barbie (Coreia Do Sul), de Lee Sang-Woo
Bergman & Magnani: A Guerra dos Vulcões (Bergman & Magnani: La Guerra Dei Vulcani, Itália), de Francesco Patierno
Bully (EUA), de Lee Hirsch
City State (Borgrík, Islândia), de Olaf De Fleur Johannesson
Crianças de Saravejo (Djeca, Bósnia Herzegovina, Alemanha, França, Turquia), de Aida Begic
De Pai para Filho (Entre Les Bras, França), de Paul Lacoste
Depois da Batalha (Baad El Mawkeaa / Apres La Bataille, Egito, França), de Yousry Nasrallah
Desculpe Incomodar (Undskyld Jeg Forstyrrer, Dinamarca), de Henrik Ruben Genz
Dinotasia (EUA), de David Krentz e Erik Nelson
Dom – Uma Família Russa (Dom – A Russian Family, Rússia), de Oleg Pogodin
Duane Michals – The Man Who Invented Himself (França), de Camille Guichard
El Gusto (França, Algeria, Irlanda), de Safinez Bousbia
Em Família (In The Family, EUA), de Patrick Wang
Em Segunda Mão (Portugal), de Catarina Ruivo
Entre o Amor e a Paixão (Take this Waltz, Canadá, Espanha, Japão), de Sarah Polley
Espaços Inacabados: A História da Escola de Artes de Cuba (Unfinished Spaces, EUA), de Alysa Nahmias, Benjamin Murray
Estudante (Student, Cazaquistão), de Darezhan Omirbayev
Eu, Anna (I, Anna, Inglaterra, Alemanha, França), de Barnaby Southcombe
Felicidade… Terra Prometida (Le Bonheur…Terre Promise, França), de Laurent Hasse
Fogo (México, Canadá), de Yulene Olaizola
Frisson des Collines (Canadá), de Richard Roy
Gente Fina (Kurteist Fólk, Islândia), de Olaf De Fleur Johannesson
Hasta Nunca (EUA, Uruguai ), de Mark Street
Imperdoável (Impardonnables, França), de André Téchiné
Indignados (França), de Tony Gatlif
Ingrid Caven, Música e Voz (Ingrid Caven, Musique et Voix, França ), de Bertrand Bonello
Istambul (Isztambul, Hungria ), de Török Ferenc
Keyhole (Canadá), de Guy Maddin
La Demora (Uruguai, México, França), de Rodrigo Plá
Lado a Lado (Side by Side, EUA), de Chris Kenneally
Ladrão (Booster, EUA), de Matt Rusking
Laurence Anyways (Canadá, França), de Xavier Dolan
Liv & Ingmar – Uma História De Amor (Liv & Ingmar, Noruega, Reino Unido e Índia), de Dheeraj Akolkar
Longe do Afeganistão (Far From Afghanistan, EUA), de John Gianvito, J. Jost, M. Martin, Soon-Mi Yoo, T. Wilkerson
Malaventura (México), de Michel Lipkes
Mantenha-me em Pé (Tiens Moi Droite, França), de Zoé Chantré
Melhor Não Falar de Certas Coisas (Mejor No Hablar de Ciertas Cosas, Equador), de Javier Andrade
Melodia dos Bálcãs (Balkan Melodie, Suíça, Alemanha, Bulgária), de Stefan Schwietert
Michael, (Índia) de Ribhu Dasgupta
Mother (Coreia do Sul), de Tae Jun Seek
Música da Primavera (Habllada La´Aviv Haboche, Israel), de Benni Torati
My German Friend (Alemanha, Argentina), de Jeanine Meerapfel
Mystery (China, França), de Lou Ye
Na Sua Ausência (J’enrage de son Absence, França), de Sandrine Bonnaire
Não Estou Morto (Je Ne Suis Pas Mort, França), de Mehdi Ben Attia
No (Chile, França, EUA), de Pablo Larraín
No Lixo (Décharge, Canadá), de Benoît Pilon
Noite Nº1 (Nuit #1, Canadá), de Anne Émond
Num Lugar Conhecido (En Terrains Connus, França, Canadá), de Stéphane Lafleur
Nunca Houve um Irmão Melhor (I Ne Bilo Luchshe Brata, Azerbaijão, Rússia, Bulgária), de Murad Ibragimbekov
O Comboio (Convoy, Rússia), de Alexey Mizgirev
O Cordeiro (Behold The Lamb ), de John Mc Ilduf
O Dançarino (Ballroom Dancer, Dinamarca), de Christian Bonke e Andreas Koefoed
O Fim Do Amor (The End of Love, EUA ), de Mark Webber
O Gebo e a Sombra (Portugal), de Manoel de Oliveira
O Lago Balaton (Német Egység@Balatonnál – Mézföld, Hungria), de Péter Forgács
O Paraíso dos Animais (Le Paradis Des Bêtes, França), de Estelle Larrivaz
O Rei do Curling (Kong Curling, Noruega), de Ole Endresen
O Resto Do Mundo (Le Reste Du Monde, França), de Damien Odoul
O Ritual da Comida (Himself He Cooks, Bélgica), de Valerie Berteau e Philippe Witjes
O Sorriso do Chefe (Il Sorriso Del Capo, Itália), de Marco Bechis
O Zelador (Viceværten, Dinamarca), de Katrine Wiedemann
Off The Beaten Track, (Irlanda, Romênia), de Dieter Auner
Operation Libertad (Suiça, França), de Nicolas Wadimoff
Operation Libertad (Suíça, França), de Nicolas Wadimoff
Os Italianos Na Ópera (Italiani All´Opera, Itália, Argentina), de Franco Brogi Taviani
Outrage: Beyond (Autoreiji: Biyondo, Japão), de Takeshi Kitano
Pântanos (Marécages, Canadá), de Guy Édoin
Para Ellen (For Ellen, EUA), de So Yong Kim
Para Sempre (Tot Altijd, Bélgica), de Nic Balthazar
Paraíso (Paradeisos, Grécia), de Panagiotis Fafoutis
Pastorela: Uma Peça de Natal (Pastorela, México), de Emilio Portes
Pequenas Mentiras (Orchim Lerega, Israel), de Maya Kenig
Perder a Razão (A Perdre La Raison, Bélgica, Luxemburgo, França, Suíça), de Joachim Lafosse
Pó (Polvo, Alemanha, Guatemala, Espanha, Chile), de Julio Hernández Cordón
Por Enquanto (Meanwhile, EUA), de Hal Hartley
Postcards From The Zoo (Kebun Binatang, Indonésia, Alemanha, Hong Kong), de Edwin
Purgatório (Araf, Turquia, França, Alemanha), de Yesim Ustaoglu
Quatro Sóis (Ctyri Slunce, República Tcheca), de Bohdan Sláma
Reality (Itália, França), de Matteo Garrone
Renoir (França), de Gilles Bourdos
Rio (River, Japão), de Ryuichi Hiroki
Rio de Ouro (Rio de Oro, México), de Pablo Aldrete
Ristabbanna (Itália), de Gianni Cardillo e Daniele de Plano
Saudações de Tim Buckley (Greetings From Tim Buckley, EUA ), de Daniel Algrant
Silêncio na Neve (Silencio en la Nieve, Espanha, Lituânia), de Gerardo Herrero
Soldier/Citizen (Israel) de Silvina Landsmann
Sombra do Mar (Sea Shadow, Emirados Árabes Unidos), de Nawaf Al-Janahi
Sonho e Silêncio (Sueño Y Silencio, Espanha, França), de Jaime Rosales
Tão Perto Tão Longe (Si Près Si Loin, Suíça), de Michel Favre
Tenho 11 Anos (I Am Eleven, Austrália, Marrocos, Suécia, China, Índia, Republica Checa, França, Tailândia, Japão, Alemanha, Bulgária, Holanda, Reino Unido, EUA), de Genevieve Bailey
The Creators (África do Sul, EUA), de Laura Gamse, Jacques de Villiers
The Kampala Story (The Kampala Story, Uganda), de Donald Mugisha e Kasper Bisgaard
The Lost World Cup (Itália), de Lorenzo Garzella e Filippo Macelloni
Tiro na Cabeça (Headshot, Tailândia, França), de Pen-Ek Ratanaruang
Última Sexta-Feira (Al Jumaa Al Akhira, Jordãnia), de Yahya Alabdalla
Um Alguém Apaixonado (Like Someone In Love, França, Japão), de Abbas Kiarostami
Um Ato de Caridade (Paziraie Sadeh, Irã), de Mani Haghighi
Um Lindo Vale (Emek Tiferet, França, Israel), de Hadar Friedlich
Uma Bala Para o Che (Una Bala Para El Che, Uruguai), de Gabriela Guillermo
Vidas Curdas (Mesh, Alemanha, Turquia), de Shiar Abdi
Walk Away Renée (França), de Jonathan Caouette
Winter of Discontent (El Sheta Elli Fat, Egito), de Ibrahim El Batoot

Fonte: UOL

Titãs reúnem formação original para celebrar 30 anos do 1º show

por Marcos Grispum Ferraz

Quando subiram ao palco do então recém-inaugurado Sesc Pompeia, em outubro de 1982 –no show que consideram a estreia da banda–, os Titãs do Iê Iê tinham todos por volta de 20 anos.

“Era bem caótico, mas já tinha algum direcionamento”, conta Paulo Miklos, hoje aos 53. “Que aquele projeto pudesse virar algo comercial era difícil de supor, mas a gente estava caprichando!”.

Exatos 30 anos depois, com 17 álbuns na bagagem e após superar diversas reviravoltas na carreira –como a saída de alguns membros e a morte do guitarrista Marcelo Frommer, em 2001– os Titãs sobem neste sábado ao palco do Espaço das Américas para uma grande celebração (ainda há ingressos à venda).

Fonte: Folha de S. Paulo

Festival com artesanato, culinária e dança dura dez dias em SP

A próxima edição do Revelando São Paulo começa em 14 de setembro, às 9h, no Parque Vila Guilherme-Trote (zona norte de São Paulo). A entrada é gratuita.

urante dez dias, os visitantes poderão contar com uma programação variada, que inclui folias de reis, congadas, orquestras de violas, corridas de cavalhadas e festival de bonecos de ruas.

Haverá no local 120 espaços de artesanato, 90 de culinária, espaço indígena, tendas ciganas, rodas de sanfoneiros e violeiros, e o rancho tropeiro, onde o público poderá conferir como a farinha de mandioca é produzida artesanalmente.

É possível ainda se sentir no campo no espaço Fazendinha, com cerca de 200 animais, como cavalos, bois, búfalos, porcos, cabras, galinhas e mulas. Os visitantes poderão passear de charretes e carros de bois.

O evento promove também manifestações de vários segmentos religiosos e apresentações de danças folclóricas de grupos de imigrantes da Itália, Alemanha, Japão e Bolívia.

No ano passado, o evento recebeu um público de 1 milhão de pessoas.

Confira a programação completa no site do Revelando São Paulo.

Revelando São Paulo – Parque Vila Guilherme-Trote e Mart Center – av. Nadir Dias de Figueiredo s/nº, Vila Guilherme, zona norte, São Paulo, SP. Abertura: 14/9. Até 23/9. Seg. a dom.: 9h às 21h. Livre.

Fonte: Guia Folha

Grupo ‘cura’ calçadas ‘machucadas’ na região da av. Paulista

por Trajano Neto

Numa noite de agosto, buracos nas calçadas da avenida Paulista e das ruas Augusta e Peixoto Gomide (centro de São Paulo) receberam 40 curativos gigantes vermelhos. Eram parecidos aos usados normalmente em machucados, mas de tamanhos proporcionais às irregularidades no chão que pretendiam “curar”.

O ato faz parte de uma pequena intervenção, que recebe o nome de “Curativos Urbanos” e é promovida por um grupo de amigos –cinco deles moradores da cidade e uma sexta pessoa do Rio de Janeiro. “Estamos nos planejando para colocar os curativos no sábado [1º ] e no domingo [2] à tarde na região central de São Paulo. Ainda não temos os endereços definidos porque vamos fazer uma espécie de mapeamento dos buracos da região até sexta-feira [31]. Mas devemos colocar por volta de 50 curativos nos dois dias”, revela Renato Forster, um integrantes da ação.

Duas arquitetas, uma jornalista, uma profissional de relações públicas, uma publicitária e um designer, todos eles com gosto particular pela discussão dos problemas das metrópoles que habitam. Ainda que o escopo do grupo, segundo a publicitária gaúcha Jennifer Heemann, 28, seja analisar a cidade com foco em problemas de grande magnitude –como poluição, transporte público e uso dos espaços públicos–, o coletivo não ignora as possibilidades abertas por gestos menores e mais baratos.

Com pouco mais de R$ 120, gastos em plástico EVA, fita adesiva e cola do tipo super-bonder, os amigos confeccionaram curativos de três medidas diferentes (60 cm x 30 cm, 40 cm x 20 cm e 30 cm x 15 cm). Jennifer diz que, ao aplicá-los junto aos buracos e às rachaduras, o objetivo é chamar a atenção para as dificuldades de locomoção na cidade e, mais do que isso, incluir os próprios pedestres no problema e em sua discussão.

“É uma grande brincadeira com o intuito de levar um pouco de crítica ao dia a dia dos moradores de São Paulo. A cidade é cheia de problemas que são ignorados como se não fossem da importância de ninguém. Queremos que as pessoas também se sintam responsáveis por onde vivem”, ela explica.

A primeira região a passar pelo “tratamento” foi a da Paulista e arredores. Como o local é varrido frequentemente pelos serviços de limpeza, a intervenção resistiu apenas dois dias, mas foi fotografada e filmada pelo grupo. Os resultados dessa e de novas ações –já sendo planejadas para São Paulo, Rio de Janeiro e Porto Alegre–, serão publicados na página do grupo no Facebook.

Fonte: UOL

Arnaldo Antunes e Charles Gavin farão show com os Titãs

Os Titãs completam 30 anos de carreira em 2012, e continuam celebrando o aniversário com eventos especiais. Agora, a banda paulistana anunciou um show que contará com a participação de dois de seus ex-integrantes originais, Arnaldo Antunes e Charles Gavin. A apresentação acontecerá no dia 6 de outubro no Espaço das Américas, em São Paulo. Nando Reis, outro membro que não faz mais parte do grupo, não irá participar da reunião.

Recentemente, os Titãs fizeram shows com o repertório do clássico disco Cabeça Dinossauro, mas no Espaço das Américas o set list irá contar com sucessos de toda a carreira.

Os ingressos já estão à venda pelo site da Ticket 360, e custam R$ 120 (pista) e R$ 200 (pista Premium), com opção de meia entrada.

Titãs 30 anos em São Paulo
Sábado, 6 de outubro, às 22h30 (abertura da casa às 20h30)
Espaço das Américas – Rua Tagipuru, 795 – Barra Funda
Ingressos: R$ 120 (pista 1º lote) e R$ 200 (pista premium 1º lote)
Informações e vendas de ingressos on-line: www.ticket360.com.br

Fonte: Rolling Stone Brasil

Joss Stone fará shows em cinco capitais brasileiras em novembro

Joss StoneJoss Stone está de viagem marcada para o Brasil. A produtora Time For Fun anunciou que a cantora virá ao país com a turnê The Soul Sessions Volume 2 e passará por cinco capitais entre os dias 11 e 20 de novembro: São Paulo, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Florianópolis e Porto Alegre.

A cantora, destaque na soul music, tem somente 25 anos e foi indicada cinco vezes ao Grammy. Ela sobe ao palco do Credicard Hall, em São Paulo, no dia 11, depois segue para Belo Horizonte (Chevrolet Hall, 13/11), Rio de Janeiro (Citibank Hall, 15/11), Florianópolis (Stage Music Park, 17/11) e Porto Alegre (Pepsi on Stage, 20/11).

Em São Paulo e no Rio de Janeiro, clientes Citi, Credicard e Diners terão pré-venda entre os dias 27 de agosto e 2 de setembro. A venda para o resto do público começa em 3 de setembro. Em Belo Horizonte, Florianópolis e Porto Alegre não há pré-venda e os ingressos começam a ser vendidos em 3 de setembro. Veja mais informações abaixo.

São Paulo
11 de novembro, às 20h
Credicard Hall – Av. das Nações Unidas, 17.955 – Santo Amaro
R$ 200 (pista), R$ 400 (pista premium e camarotes setor I), R$ 380 (camarotes setor II), R$ 150 (plateia superior) ou R$ (plateia superior (visão parcial) – há meia entrada para todos os setores
Vendas por telefone: 4003-5588
www.ticketsforfun.com.br

Belo Horizonte
13 de novembro, às 21h
Chevrolet Hall – Av. Nossa Senhora do Carmo, 230 – Savassi
R$ 180 (pista, 1º lote), R$ 200 (pista, 2º lote), R$ 220 (pista, 3º lote) R$ 240 (pista, 4º lote) – há meia entrada para todos os setores
Vendas por telefone: 4003-5588
www.ticketsforfun.com.br

Rio de Janeiro
15 de novembro, às 21h30
Citibank Hall – Av. Ayrton Senna, 3.000 – Shopping Via Parque – Barra da Tijuca
R$ 400 (camarotes), R$ 380 (pista premium) R$ 230 (poltronas), R$ 180 (pista)
Vendas por telefone: 4003-5588
www.ticketsforfun.com.br

Florianópolis
17 de novembro
Stage Music Park – Rodovia Maurício Sirotsky Sobrinho, 2500 – Jurerê
Internacional
Mais informações em breve

Porto Alegre
20 de novembro de 2012.
Pepsi on Stage – Av. Severo Dulius, 1995 – São João
Mais informações em breve

Fonte: Rolling Stone Brasil

Parque Ibirapuera recebe festival de cinema ao ar livre

O Parque Ibirapuera se transformará em uma imensa sala de cinema entre os dias 21 e 23 de setembro. É lá que será realizada a segunda edição do Rocky Spirit, festival que reúne documentários inéditos de aventura produzidos em todo o mundo.

Neste ano, serão exibidos seis produções nacionais e 22 internacionais que abrangem diversas facetas do universo do esporte radical e retratam a prática de modalidades como mountain bike, surf e escalada. São filmes como Blue Obsession (foto), que acompanha alpinistas de geleiras no Alasca.

Os filmes estrangeiros foram exibidos na última edição do Telluride Mountainfilm Festival, evento semelhante que ocorre nos Estados Unidos, e legendados para o público brasileiro. Mais informações podem ser encontradas no site oficial do festival, que após passar pela capital paulista excursiona ainda por outras cidades, como Belo Horizonte e Rio de Janeiro.

Fonte: Rolling Stone Brasil

Entradas Mais Antigas Anteriores

Blog Stats

  • 149,499 hits