Revolução da Salada precisa de um ingrediente: nova postura diária

Fui pra rua contra o aumento, fui pra rua e, finalmente, não me senti um ET! Finalmente eu não era uma única voz afirmando que dava pra melhorar a situação, que não podemos admitir “o menos pior”, devemos lutar pelo melhor, porque merecemos e temos direito à condições dignas de vida. O transporte público é uma piada e até me fez mudar de casa… afinal, passar mais de 4 horas por dia para ir e voltar do trabalho acabava comigo. Quando tive condições, fui morar perto do trabalho e a questão do transporte se tornou ainda mais incômoda pra mim. E as milhares de pessoas que não tinham esta mesma oportunidade?

2013-06-18 20.40.04

Eu fui pra rua, cantei hino em coro, gritei freneticamente que um professor vale mais do que o Neymar, que é legal o Brasil parar num momento que não é o Carnaval… Chorei sentindo a vibração daquele povo todo clamando por mudanças e, por mais que nem todos estivessem 100% certos do motivo que os levava àquele local naquele momento, é um primeiro passo para discutirmos abertamente política, direitos… é um primeiro passo para sairmos da letargia e deixarmos de ser um povo que “sofre, trabalha muito, mas é feliz”! Temos que ser um povo que gosta de trabalhar e tem força para exigir decência dos nossos representantes.

Agora vamos raciocinar… como continuar esta revolução de forma inteligente e pacífica? Concordo que temos de continuar indo pras ruas para pleitear a resolução de outras questões, já que a redução da passagem já foi concedida, e devemos manter-nos atentos para as formas de “compensação” do governo para a arrecadação menor que a esperada com as passagens de ônibus (afinal, não passa pela cabeça deles a ideia de diminuir a roubalheira no setor de transportes, né?). A revolução tem de continuar no nosso dia-a-dia. Se a cultura do “jeitinho brasileiro” continuar maciçamente disseminada, seremos tão corruptos quanto os caras com os quais estamos brigando! A ideia de que “o mundo é dos espertos” deve ser repensada. Em curto prazo, os espertinhos de fato se dão bem. Mas a máscara, inevitavelmente, cai!

Dar lugar aos idosos, gestantes e deficientes no transporte público, devolver troco a mais no transporte, não se aproveitar da fragilidade de uns para beneficiar outros, tratar igualmente todas as pessoas, respeitar os mais velhos, pagar impostos (são abusivos mas são nosso dever e, sem cumprir deveres, como pleitearemos nossos direitos?), ter bom senso, respeitar opiniões diversas, parar de pensar que “posso tudo, porque tô pagando”, respeitar o bem público… Enfim, bom senso no convívio em sociedade.

Uma forma importante de manifestar-se contra a bandalheira é comportar-se como você gostaria que os corruptos se comportassem. Se você joga lixo na rua, xinga todo mundo no trânsito, ignora os assentos preferenciais do ônibus, tenta burlar o Imposto de Renda, falsifica atestado médico, compra carteira de motorista, paga qualquer tipo de propina ou, simplesmente, ignora os problemas sociais que assolam nossa nação, você está agindo de forma tão duvidosa quanto aquele pessoal que aumenta o próprio salário, recebe propina, tira vantagem da ingenuidade das pessoas e desvia recursos dos cofres públicos para o próprio bolso.

As manifestações que levam milhares de cidadãos às ruas é, inquestionavelmente, incrível e bastante válida. Continuarei fazendo parte! Mas a revolução profunda e definitiva é essa do dia-a-dia, é reorientar nossa cultura (no sentido antropológico) para uma cultura de paz, convívio social civilizado, respeito e igualdade. Neste sentido, a atitude individual de cada pessoa faz a diferença, no maior espírito “gentileza gera gentileza”.

Eu acredito na mudança. Nós somos a mudança. A luta continua!

Anúncios

Imagem

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog Stats

  • 148,710 hits
%d blogueiros gostam disto: