Museus: olhar para o futuro

Guardiões da cultura dos povos, os museus têm hoje o desafio de buscar uma inclusão na cidade e no ambiente social em que estão inseridos. Não é mais suficiente preservar e oferecer o acervo à visitação. Os museus precisam atuar no presente e olhar para o futuro; assumir a multiplicidade de papéis que a população espera deles e, assim, se constituir em pólos dinâmicos, promotores da vida cultural.

Sabemos que a limitação de recursos financeiros é um problema importante a considerar. Por isso, é imprescindível que os museus diversifiquem suas fontes de recursos, não dependendo exclusivamente do orçamento direto dos órgãos a que estão vinculados. Esta é uma das questões centrais da gestão dos equipamentos culturais, tema debatido amplamente no 4º Encontro Paulista de Museus, realizado em junho, na capital paulista, com a participação de cerca de 1.000 profissionais atuantes no Estado.

Organizados pela Secretaria de Estado da Cultura, os Encontros são apenas uma das ações governamentais voltadas à qualificação dos museus paulistas. O Sistema Estadual de Museus (SISEM), também mantido pelo Estado, trabalha permanentemente no fomento ao diálogo, na articulação de redes regionais e temáticas, em assistências técnicas e oportunidades de aperfeiçoamento para os profissionais da área.

Este ano, por exemplo, o Curso de Capacitação Museológica – gratuito – acontecerá nas cidades de Itapeva e Ribeirão Preto, beneficiando profissionais das duas regiões. Esta edição do curso promoverá discussões sobre curadoria, técnicas de expografia, montagem, conservação preventiva e elaboração de projetos, conhecimentos indispensáveis para todos os profissionais de museus.

Como resultado do trabalho desenvolvido pelo SISEM, a Secretaria anunciou durante o Encontro outra iniciativa importantíssima: a criação de dois editais do Programa de Ação Cultural (ProAC) voltados especificamente para museus, com verba total de R$ 550 mil. O primeiro edital vai apoiar cinco projetos de difusão de acervos museológicos, cada um com prêmio de R$ 50 mil; o segundo, terá três prêmios para projetos de preservação de acervos, de R$ 100 mil cada um.

A intenção, com esta iniciativa, é fornecer mais um mecanismo de financiamento público para os museus, buscando uma gestão profissionalizada, que planeja e recorre a múltiplas fontes de recursos para implantar projetos novos.

As inscrições para os dois concursos estão abertas até os dias 15/8 (difusão) e 17/8 (preservação de acervos); todas as informações necessárias estão disponíveis no site da Secretaria. Trata-se de uma oportunidade ímpar para que as instituições, principalmente as do interior, desenvolvam ações novas, com potencial para movimentar sua programação e abrir novos diálogos com o público. Ambos os editais exigem contrapartidas, na forma de capacitações, palestras, seminários e o ficinas relacionadas aos temas trabalhados.

A Secretaria de Estado da Cultura tem uma grande expectativa quanto ao sucesso desses dois editais – acreditamos que serão apenas os primeiros – em consonância com a relevância dos museus para a vida cultural da atualidade. Por isso, a participação das instituições é imprescindível para que possamos justificar, no futuro, novos e mais vultosos investimentos em editais específicos para museus

Fonte: Cultura e Mercado

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog Stats

  • 150,924 hits
%d blogueiros gostam disto: