Início do conteúdo Balé da Cidade retorna ao Teatro Municipal de SP

O Balé da Cidade está voltando para casa. Depois de receber uma série de concertos, que marcaram sua reabertura, o Teatro Municipal agora abre as portas para a dança. A partir de hoje, a companhia sobe ao palco projetado por Ramos de Azevedo para apresentar duas coreografias inéditas: “Nos Outros”, de Lara Pinheiro, e “Cidade Incerta”, do português André Mesquita.

As peças surgem em um momento de retomada do conjunto, que está sob nova direção desde o ano passado. Nos últimos seis meses, o corpo de baile já trouxe outras duas novas criações: “Paraíso Perdido” e uma releitura do clássico “Giselle”. As atuais “Nos Outros” e “Cidade Incerta”, contudo, destoam um pouco dessas coreografias anteriores. Para conceber “Paraíso Perdido”, o grego Andonis Foniadakis pôs em relevo a potência do Balé. Ao levar à cena 34 bailarinos, evidenciou o vigor físico do conjunto. Aprofundou-se em uma proposta estética e extraiu dela um espetáculo de dimensões grandiloquentes.

Agora, a proposta é declaradamente menos pretensiosa. “É como se colocássemos uma lupa sobre o grupo. São trabalhos mais curtos, para menos bailarinos, em que tentamos mostrar o que há de mais singular, individual”, considera Lara, criadora de “Nos Outros” e diretora do Balé. “Não são trabalhos de arroubos, mas de linguagem coreográfica.”

Em sua primeira coreografia para o Balé da Cidade, Lara diz ter se debruçado, particularmente, sobre o elenco que tinha nas mãos. A noção de que o corpo está impregnado pelo acúmulo de experiências serve de esteio para o trabalho dançado por 10 bailarinos. Sob foco, surge a questão da alteridade e seus limites. Um questionamento sobre o que adquirimos no contato com o outro e o que nos é inato. “Concentro-me, sobretudo, nos detalhes. Em gestos, em padrões de movimentos, em informações que pipocam de todos os lados”, comenta a diretora. Composta separadamente, sem interferir na concepção da coreografia, a trilha sonora original é de Guga Bernardo e Eduardo Agni. A mesma dupla a assinar a música que embala a peça de André Mesquita.

É do universo do conterrâneo Fernando Pessoa que o jovem coreógrafo português extrai a matéria de sua criação. “Cidade Incerta” mira um dos heterônimos do poeta, o guarda-livros Bernardo Soares, e lança-se sobre seu título mais notável, o monumental Livro do Desassossego. Mesmo sem ter uma trama a que se apegar e mergulhado em uma obra na qual as palavras têm tanta força, o artista luso concentra-se apenas no movimento e na expressividade dos corpos. “Mesmo sem se valer de nenhuma palavra, ele estabelece uma relação entre os bailarinos que é quase literária”, considera Lara. Uma peça consagrada do repertório da companhia fecha o programa triplo da noite. Lançada em 2001, Divineia, de Jorge Garcia, volta à baila.

Além do Balé da Cidade, o Municipal recebe, nas próximas semanas, uma série de outras companhias de destaque. E retoma uma antiga tradição da casa: fazer de julho o mês da dança. Até o dia 26, devem passar por lá a Cia. TeatroDança Ivaldo Bertazzo; a São Paulo Cia de Dança, que traz quatro trabalhos no programa e a tradicional Cisne Negro, de Hulda Bittencourt. Em destaque, os franceses da Companhia de Dança Philippe Genty, que fazem apenas duas sessões de Viajantes Móveis, coreografia dirigida por Philippe Genty e Mary Underwood. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Balé da Cidade de São Paulo – Teatro Municipal (Praça Ramos de Azevedo, s/nº). Tel. (011) 3397-0327. 5ª e 6ª, às 21h; sáb., às 20h; dom., às 17h. R$ 40 – ingressos pela internet: http://www.ingressorapido.com.br/prefeitura ou pelo tel. 4003-2050.

Fonte: O Estado de S. Paulo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog Stats

  • 167.664 hits
%d blogueiros gostam disto: