Festival de Paulínia tem filmes inéditos e gratuitos

por Camila Taira

A quarta edição do Festival de Cinema de Paulínia começa nesta quinta (07) e se estende até 14 de julho. A programação segue firme na aposta em filmes inéditos. Neste ano, foram selecionados 27 produções, entre longas de ficção, documentários e curtas. Os paulistanos têm pelo menos dois fortes motivos para pegar o carro e seguir rumo à cidade que fica a 114 quilômetros da capital: a oportunidade de conferir de graça e em primeira mão os filmes que vão estrear apenas daqui a meses e a chance de conversar com os atores e diretores sobre os desafios e curiosidades das gravações.

“A qualidade dos filmes está muito boa. Temos opções para quem quer ver um longa autoral, como o ‘Febre do Rato’, de Cláudio Assis, e também para quem quer uma produção de apelo mais comercial, como é o caso de ‘Onde Está a Felicidade?’, de Carlos Alberto Riccelli”, diz Emerson Alves, Secretário de Cultura de Paulínia e presidente do festival pela terceira vez consecutiva.

O drama “Corações Sujos”, dirigido por Vicente Amorim, foi escolhido para abrir o festival. O filme narra a história de um humilde imigrante japonês que se torna membro da Shindo Renmei, grupo que não aceitava a derrota do Japão na Segunda Guerra Mundial e que agia de maneira violenta contra os japoneses que acreditavam nas notícias sobre o confronto. O longa é baseado no livro homônimo de Fernando Morais e tem estreia nos cinemas prevista para outubro.

‘Corações Sujos’: filme dirigido por Vicente Amorim abre o evento, com exibição só para convidados

Com exceção dos filmes de abertura e de encerramento (“Assalto ao Banco Central”), todos terão entrada gratuita. Neste ano, o Theatro Municipal de Paulínia terá 1.500 lugares para as sessões, 200 a mais que na última edição do festival.

Diariamente, às 11h, haverá debates com atores e equipes de filmagens, abertos ao público.

Pela primeira vez, o evento terá apresentações musicais. “Sempre tivemos vontade de mostrar a ligação entre cinema e música. E veio a ideia de colocar os shows na programação”, conta Alves. Uma tenda montada atrás do teatro vai abrigar o Paulínia Fest, com as presenças de Seu Jorge, Rita Lee, Vanessa da Mata, Caetano Veloso e Gilberto Gil. Os ingressos já estão à venda e custam R$ 100 (pista) e R$ 240 (camarote).

A cerimônia de encerramento, apenas para convidados, acontece no dia 14 e irá revelar os vencedores dos 26 prêmios, que somam 800 mil reais.

Veja a programação completa do Festival de Cinema de Paulínia 2011:

Quinta-feira, 07 de julho
20h: Cerimônia de Abertura; exibição do longa-metragem “Corações Sujos”, de Vicente Amorim; (sessão fechada para convidados)
23h: Paulínia Fest: Rita Lee e DJs Addictive TV

Sexta-feira, 08 de julho

11h: Debates dos filmes da noite anterior
18h: Curta Nacional: “O Cão”, de Emiliano Cunha e Abel Roland
18h30: Documentário: “Uma Longa Viagem”, de Lúcia Murat
20h30: Curta Nacional: “Polaroid Circus”, de Marcos Mello e Jacques Dequeker
21h: Ficção: “O Palhaço”, de Selton Mello
23h: Paulínia Fest: Caetano Veloso e Seu Jorge

Sábado, 09 de julho
11h: Debates dos filmes da noite anterior
18h:Curta Nacional: “A Grande Viagem”, de Caroline Fioratti
18h30: Documentário: “Rock Brasília – Era de Ouro”, de Vladimir Carvalho
20h30: Curta Nacional: “Tela”, de Carlos Nader
21h: Ficção: “Meu País”, de André Ristum
23h: Paulínia Fest: Gilberto Gil e Vanessa da Mata

Domingo, 10 de julho
11h: Debates dos filmes da noite anterior
18h: Curta Nacional: “Café Turco”, de Thiago Luciano
18h30: Documentário: “A Cidade Imã”, de Ronaldo German
20h30: Curta Nacional: “Trocam-se Bolinhos por Histórias de Vida”, de Denise Marchi
21h: Ficção: “Onde Está a Felicidade?”, de Carlos Alberto Riccelli

Segunda-feira, 11 de julho
11h: Debates dos filmes da noite anterior
18h: Curta Regional: “Argentino”, de Diego da Costa
18h15: Curta Nacional: “Off Making”, de Beto Schultz
18h30: Documentário: “Ibitipoca, Droba pra Lá”, de Felipe Scaldini
20h30: Curta Nacional: “Qual Queijo Você Quer?”, de Cíntia Domit Bittar
21h: Ficção: “Os 3″, de Nando Olival

Terça-feira, 12 de julho

11h: Debates dos filmes da noite anterior
18h: Curta Regional: “Adeus”, de Alessandro Barros
18h15: Curta Nacional: “Uma Primavera”, de Gabriela Amaral Almeida
18h30: Documentário: “Ela Sonhou que eu Morri”, de Maíra Bühler e Matias Mariani
20h30: Curta Nacional: “O Pai Daquele Menino”, de Raul Arthuso
21h: Ficção: “Trabalhar Cansa”, de Juliana Rojas e Marco Dutra

Quarta-feira, 13 de julho
11h: Debates dos filmes da noite anterior
18h: Curta Regional: “3×4″, de Caue Nunes
18h15: Curta Nacional: “Acabou-se”, de Patrícia Baía
18h30: Documentário: “À Margem do Xingu – Vozes não Consideradas”, de Damià Puig
20h30: Curta Nacional: “Cavalo”, de Joana Mariani
21h: Ficção: “Febre do Rato”, de Cláudio Assis

Quinta-feira, 14 de julho
11h: Debates dos filmes da noite anterior
19h: Cerimônia de Encerramento; exibição do longa-metragem Assalto ao Banco Central, de Marcos Paulo. (Sessão fechada para convidados)

Fonte: Veja São Paulo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog Stats

  • 167.671 hits
%d blogueiros gostam disto: