Ganhadores do Prêmio de Cultura do Estado do Rio são anunciados

O Governo do Rio de Janeiro e a Secretaria de Estado de Cultura anunciaram os vencedores do Prêmio de Cultura do Estado do Rio de Janeiro nesta quarta-feira, 29 de junho, em cerimônia para convidados no Theatro Municipal. Em sua segunda edição, o Prêmio teve como inspiração as palavras do poema de Fernando Pessoa: “Navegar é Preciso”. No palco, grupos como o Boi Pintadinho de Miracema e a Companhia Renato Vieira fizeram apresentações.

Intercaladas ao anúncio dos vencedores, as homenagens foram o ponto alto da festa. Beth Carvalho entoou Folhas Secas e Brasil Pandeiro, em homenagem a seus autores, Nelson Cavaquinho e Assis Valente, respectivamente. O poeta Ferreira Gullar e a atriz Adelaide Chiozzo receberam, eles próprios, as homenagens a suas trajetórias artísticas, emocionando a plateia. E o Cacique de Ramos, outro homenageado, encerrou a noite de gala levando ao palco Zeca Pagodinho, Almir Guineto, Sombrinha e Fundo de Quintal.

“É uma honra poder reeditar esse Prêmio, que revela uma quantidade enorme de coisas inusitadas. O que ele coroa, afinal, é a mistura do mainstream com a vanguarda, da tradição popular com o high tech, do que é produzido na capital e nos municípios do interior”, destacou Adriana Rattes, Secretária de Estado de Cultura.

A cerimônia teve direção-geral de Rafael Dragaud e direção de arte de Gringo Cardia. Este ano, três novas categorias foram adicionadas ao Prêmio: Design, Festas Folclóricas e Arquitetura. Algumas receberam modificações: no lugar de Comunicação, agora existe a categoria Novas Mídias. E Música Erudita passou para Música Clássica. A categoria Registro cresceu e virou Registro e Memória.

O Prêmio de Cultura do Estado do Rio de Janeiro é resultado da unificação dos prêmios Golfinho de Ouro, Estácio de Sá e Governo do Rio de Janeiro. O objetivo da premiação é ressaltar a diversidade da produção cultural no Rio, das mais tradicionais às mais populares. Nesse amplo leque são destacadas pessoas ou iniciativas que contribuem para o fortalecimento da cultura no Estado.

Conheça os vencedores em cada uma das 18 categorias: 

1 – Festas Folclóricas:Pastoril da Rua da Matriz (Rio de Janeiro) – Manifestação cultural da comunidade do Morro Dona Marta, em Botafogo.

2 – Design:Karl Heinz Bergmiller (Rio de Janeiro) –É um dos mestres do racionalismo no design industrial brasileiro.

3 – Música Popular:Escola Portátil de Música (Rio de Janeiro) – Criada por músicos de choro, em 2000, a partir da necessidade de se passar adiante seus conhecimentos sobre o gênero. Hoje, são 28 professores e cerca de 800 alunos.

4 – Música Clássica:Maestro Jony Willian Villela Viana (Campos dos Goytacazes) – Fundado em 1990, por iniciativa do Maestro Jony William Villela Vianna, o Centro Cultura Musical de Campos é um ponto de referência no aprendizado da arte musica.

5 – Empreendedorismo:Casa de Artes de Paquetá (Rio de Janeiro) – É uma entidade civil de direito privado, sem fins lucrativos. Uma instituição sólida, atua desde 1999. Seu objetivo principal é a preservação e a revitalização da Ilha de Paquetá e de seu acervo cultural e natural.

6 – Patrimônio Material:Márcio Roiter – Instituto Art Déco – O Instituto foi criado em 2005, com o objetivo de preservar, estudar e celebrar o estilo Art Déco no Brasil, em geral, e no Rio de Janeiro, em particular. Com especial atenção à vertente indigenista brasileira, predominantemente influenciada pela Cultura Marajoara.

7 – Patrimônio Imaterial:Mineiro Pau (Santo Antônio de Pádua) – O Mineiro Pau, através de Mestre Nico e de seus participantes, vem dando continuidade a este legado. Através de apresentações locais e regionais, mostra danças de pares soltos envolvendo homens, adultos e crianças.

8 – Teatro:Grupo Contadores de Estórias (Paraty) – Conhecido pela qualidade do seu trabalho, o grupo foi fundado por Marcos e Rachel Ribas em 1971. Desde 1981 está radicado em Paraty e já encantou plateias em mais de 15 países.

9 – Circo:Intrépida Trupe (Rio de Janeiro) – A Intrépida Trupe é o grupo carioca que, desde 1986, mescla seus espetáculos de circo, teatro e dança a uma estética ousada, incorporando luz, música e efeitos especiais, conforme uma linguagem multimídia arrojada e pop.

10 – Dança:Dalal Achcar (Rio de Janeiro) – Criadora da Associação de Ballet do Rio de Janeiro, Dalal Achcar revolucionou a história do ballet no Brasil, melhorando a qualidade do ensino da dança, e esteve à frente do Theatro Municipal do Rio de Janeiro.

11 – Registro e Memória:Januário Garcia (Rio de Janeiro) – Nos últimos 30 anos, Januário Garcia tem documentado a vida dos brasileiros afro-descendentes, focalizando diversos aspectos de suas vidas: o social, o político, o cultural e o econômico.

12 – Audiovisual:Festival de Cinema MacacuCine (Cachoeiras de Macacu) – O Festival de Cinema une a paixão pela sétima arte à educação, promovendo sessões nas praças de Cachoeiras de Macacu, região serrana do Rio de Janeiro.

13 – Literatura: Sérgio Rodrigues (Rio de Janeiro) – Escritor e jornalista, foi editor do site NoMínimo e hoje assina no portal Veja.com os blogs Sobre Palavras, sobre a língua portuguesa; e Todoprosa, o melhor da internet brasileira sobre literatura. Tem seis livros publicados.

14 – Novas Mídias:Jecripe (Niterói) – É o primeiro jogo para crianças com Síndrome de Down, com propostas inéditas para a indústria do entretenimento e para o tratamento de pessoas com necessidades especiais.

15 – Artes Visuais:Waltercio Caldas (Rio de Janeiro) – Escultor, desenhista, artista gráfico, cenógrafo. Desde os anos 70 ele constrói objetos e esculturas, que se desdobram em instalações e tornaram-se marca de sua atuação.

16- Gastronomia:Guia de Gastronomia de Rua, Sergio Bloch ( Rio de Janeiro) – O livro é o primeiro fruto de um trabalho que pretende mapear e divulgar a “gastronomia de rua” por todo o Brasil.

17 – Moda:Instituto E – Foi criado por Oskar Metsavaht, da marca de roupas Osklen, como um canal para chamar a atenção para as questões ambientais.

18- Arquitetura:Jorge Hue (Rio de Janeiro) – Ex-aluno de Lúcio Costa e consultor da prefeitura do Rio de Janeiro na área de restauração e preservação de bens culturais.

Fonte: Jornal do Brasil

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog Stats

  • 166.806 hits
%d blogueiros gostam disto: