Projeto Guri lança plataforma online para criação de música

por Mônica Herculano

O Projeto Guri, programa sociocultural do governo do Estado de São Paulo, acaba de criar uma plataforma online de diversão e música. É o Mixer Guri, um software interativo que torna possível criar músicas e arranjos a partir de instrumentos e vozes pré-gravadas.

Ao lado de atuais alunos e de ex-guris, vários artistas gravaram bases vocais e instrumentais em diferentes ritmos, passando pela música popular, percussão e rock. Para jogar, basta acessar o menu “faça sua música” e se divertir com 64 trechos de instrumentos e vozes, que podem ser misturados de variadas maneiras, chegando a mais de centenas de resultados diferentes.

Para se inspirar, o usuário pode conferir um clipe com a música base, que indica alguns caminhos que cada um pode percorrer para criar sua própria música. O interessado também pode salvar sua criação e espalhá-la pela rede por uma taxa que varia entre 50 centavos e 16 reais e que será totalmente revertida ao projeto. Além disso, poderá escolher um toy art (personagens criados para o Mixer), wallpapers, ringtones e outros produtos do Projeto Guri antes de finalizar sua compra.

Alessandra Costa, diretora executiva da Associação Amigos do Projeto Guri, executora do programa, explica que a ideia nasceu com a proposta de envolver cada vez mais pessoas em torno do Guri, para que possam conhecê-lo e colaborar com o trabalho realizado pela organização. “Se o Projeto Guri funciona por música, nada mais coerente que nossa campanha de captação de recursos seguisse o mesmo ritmo”.

Segundo ela, a partir da ideia estruturada, o passo seguinte foi convidar o músico, multi-instrumentista e premiado produtor Antonio Pinto, que já foi indicado duas vezes ao Oscar e uma vez ao Globo de Ouro por trilhas sonoras desenvolvidas para o cinema, para assinar a direção artística do projeto. Também é dele, em parceria com o Arnaldo Antunes, a composição que serve como base do projeto e que deu origem aos fragmentos combináveis que possibilita as outras centenas de versões da música.

Antonio também foi o responsável pela seleção e convite as estrelas que emprestaram seu talento ao Mixer Guri. Missionário José, que já havia trabalhado no CD Projeto Guri Convida em 2009, assina a co-produção musical. “Convidamos profissionais que poderiam agregar qualidade e criatividade a nossa causa, como o Arnaldo Antunes, que criou uma letra que é uma verdadeira poesia concreta, que pode ser lida, relida e cantada em vários sentidos”, explica Alessandra Costa.

Além de Antônio Pinto e Arnaldo Antunes, participam do projeto Naná Vasconcelos, Jaques Morelenbaum, Edgar Scandurra, Siba, Fernando Catatau, Toninho Ferragutti, Teco Cardoso, Guilherme Kastrup e grupo Ensemble, além de dezenas de alunos e ex-alunos do Projeto Guri.

Sobre o Projeto Guri – Com mais de 51 mil alunos distribuídos por todo o Estado de São Paulo, o Projeto Guri tem 366 polos e 16 anos de um trabalho que tem na música seu instrumento de transformação e nos guris sua obra prima. Oferece, nos períodos de contra-turno escolar, cursos de iniciação e teoria musical, coral e instrumentos de cordas, madeiras, sopro e percussão.

Fonte: Cultura e Mercado

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog Stats

  • 166.758 hits
%d blogueiros gostam disto: