Google lança serviço de música sem gravadoras

Nova York – O Google está pronto para lançar seu serviço de armazenamento de música que permitirá aos usuários guardar e acessar canções em qualquer lugar, similar ao apresentado pela Amazon.com em março.
E como o Amazon Cloud Drive, o serviço de música do Google está sendo introduzido nesta terça-feira sem qualquer acordo prévio de licenciamento com as grandes gravadoras, depois de meses de negociações sem sucesso.
O Google planeja anunciar seu serviço “Music Beta by Google” nesta terça-feira na conferência Google I/O em San Francisco.
O Google vem trabalhando no desenvolvimento do serviço de música para que seu sistema operacional móvel Android possa competir melhor com o iTunes, que é o pilar dos serviços de conteúdo da Apple.
O serviço da Amazon causou furor na indústria da música porque a empresa não tinha chegado a acordos de licenciamento com as grandes gravadoras Universal Music, Sony Music Entertainment, Warner Music e EMI Group.
A varejista online se defendeu com vigor de algumas críticas que afirmaram que seu serviço infringe leis de direito autoral.
Após o lançamento, executivos da Amazon vêm se encontrando com representantes das gravadoras para negociar um serviço mais avançado de música.
Muitas fontes da indústria fonográfica expressaram preocupação com os planos do Google, mas disseram acreditar que o gigante das buscas continuará negociando para ter uma parceria com as grandes gravadoras para seu serviço de música.
Fonte: UOL Música

Ana de Hollanda: “A melhor resposta que tenho é mostrar serviço”

por Leonardo Brant

Meses conturbados para a nova Ministra da Cultura Ana de Hollanda. Fizemos essa entrevista por telefone na quinta-feira passada (5/5) em meio a um turbilhão de acusações pessoais e uma campanha aberta para tirá-la da Esplanada. Ela fez um balanço do governo até aqui, falou de sua relação com  Dilma e explicou como tenta driblar a crise que assombra o MinC.

Leonardo BrantComo foram esses quatro meses à frente do Ministério da Cultura?

Ana de Hollanda – Estamos trabalhando junto com secretários e presidentes de vinculadas na organização do ministério que desejamos, um ministério de ação, voltado ao cidadão e ao centro da cultura, que é o cidadão criador. Fizemos um amplo balanço dos projetos, programas, seus encadeamentos e potencialidades. Isso foi feito logo no primeiro mês de gestão. Já havíamos sentido a necessidade de promover algumas mudan ças nas secretarias. Já havíamos convidado a Marta Porto (Cidadania e Diversidade) e a Cláudia Leitão (Economia Criativa). De cara percebemos o sombreamento entre diversas atividades do Ministério. Quando entrei na Funarte, ha oito anos, já tínhamos essa preocupação de eliminar o sombreamento, mas na prática ele voltava. Pensamos em criar uma nova estrutura conciliando secretarias temáticas com secretarias transversais. O mais importante é permitir a integração das ações. Em várias ações elas estão trabalhando de forma integrada. Esses meses foram de organização, da questão administrativa e financeira. Fizemos um balanço do que nós encontramos e como iríamos lidar com as questões urgentes e prioritárias, já que tínhamos que liberar verbas e regularizar pagamentos atrasados, e ao mesmo tempo lidar com tudo isso de forma organizada, com uma metodologia de trabalho que nos ajudasse a reconhecer os problemas e ao mesmo t empo dar soluções rápidas. Um processo normal de início de governo.

LBE a relação com o governo Dilma?

AH – A presidenta Dilma teve uma preocupação de aproximar e estimular a integração dos ministério do seu governo, tanto pela situação políico-econômica atual, como também pela maneira como a presidenta enxerga a gestão pública em seu governo. Passamos a procurar programas conjuntos com vários ministérios, sobretudo o da Educação, Secretaria da Mulher, Sepir. Já criamos grupos de trabalho para atuar nessas áreas. Foi um período denso e de muito trabalho, para montar uma nova estrutura ministerial e desenvolver diretrizes, de forma organizada e integrada.

LBQual a principal marca da sua gestão até aqui?

AH – Não tenho dúvidas em apontar o trabalho com o cidadão como elemento central no Ministério.  O cidadão é o foco de atenção da cultura. Aquele que cria, produz e também o cidadão que precisa de acesso e precisa consumir mais cultura. Isso é algo que perpassa todas as secretarias do MinC. O Audiovisual, o Livro e Leitura, enfim todos estão focados na questão da cidadania e do trabalho com o cidadão. O ponto de avanço, que talvez diferencie um pouco o trabalho desta gestão em relação à anterior, é o foco na criação. A questão da diversidade cultural passa a ser vista não somente como o reconhecimento da nossa rica produção cultural, mas também pelo estímulo à criação.

LBA criação da Secretaria de Economia da Cultura tem a ver com isso?

AH – Sim, a secretaria de economia criativa veio muito nesse sentido. Como trabalhar com a nossa rica diversidade desenvolvendo talentos, gerando riquezas, sem gerar uma dependência e uma insegurança em relação aos mecanismos de financiamento. A secretária Claudia Leitão está desenvolvendo um sistema de informações que nos ajudará a mapear as nossas potencialidades econômicas, criar um olhar sensível sobre as áreas de desenvolvimento e as cadeias produtivas. Daí em diante vamos pensar e agir na sustentabilidade desse sistema, criando clusters, arranjos produtivos, e trabalhando com agências fomentadores para pensar a distribuição dos recursos em atividades encadeadas e colaborativas, para que o Ministério não se cristalize como um balcão de financiamento de projetos e possa pensar no desenvolvimento local como um todo, gerando sustentabilidade, baseada sobretudo na emancipação dos agentes criadores locais.
Precisamos ter um desenho claro sobre o quanto a cultura representa no mundo econômico, para avançar com as políticas, conquistar mais prestígio com a sociedade e com o próprio governo, já que existe por trás da questão econômica algo muito maior e mais potente que é o valor simbólico da nossa produção.

LBPodemos apontar a gestão pública como um ponto positivo do Novo MinC, do ponto de vista interno, governamental, e Cidadania e Criação, com elementos externos, de diálogo com a sociedade?

AH – Acho que sim. Você, desse jeito, sintetiza muito bem aquilo que estamos fazendo. Há algo mais a ressaltar. Existem vários programas, várias frentes interministeriais em que a cultura tem um papel estratégico, de destaque: na visão geral do Planalto, a cultura vai trabalhar com a linguagem do cidadão. Por exemplo, o Fórum de Direitos e da Cidadania é um dos quatro grandes eixos do governo da Presidenta Dilma. Este fórum, coordenado pela Secretaria Geral da Presidência da República, já contava com a subcoordenação da Secretaria de Direitos Humanos, da Secretaria da Mulher e da Secretaria da Promoção da Igualdade Racial. No início dos trabalhos, o Planalto constatou a necessidade de incluir o Ministério da Cutura na subcoordenação deste eixo, que é fundamental ao desenvolvimento cidadão do país,  ao considerar sua capacidade de trabalhar valores simbólicos de autoestima e cidadania. Estamos conseguindo inserir a pauta da cultura nos grandes programas governamentais, daí a decisão da presidenta de entregar ao MinC a coordenação das 800 Praças do  PAC, que é um programa de vários ministérios. O mesmo aconteceu em relação à questão da Copa do Mundo, na qual fui chamada para coordenar ações planejadas para uma presença maior dos elementos culturais nesse grande evento de 2014.

LBComo o governo está enxergando a crise enfrentada pelo Ministério da Cultura?

AH – Em primeiro lugar, o Planalto não exerga como uma crise, mas, sim, como uma campanha orquestrada para fragilizar o MInC e o governo Dilma. Uma tática muito usada durante a campanha. Por isso mesmo, conto com o apoio e a solidariedade da presidenta e estamos enfrentando essa questão junto com o gabinete, com a equipe mais próxima da presidenta.

LBO quanto isso atrapalha a sua gestão?

AH – Trato essa campanha como um elemento externo ao Ministério. A ordem aqui dentro é trabalhar. Priorizar a resolução dos problemas. Encontrar soluções para os cidadãos. Realinhar a política cultural segundo os novos desafios do governo Dilma. Já estamos regularizando os pagamentos atrasados de 2010 dos pontos de cultura, mais cultura, dos editais,  preparando novas ações, priorizando as propostas com o Congresso, como o apoio aos projetos do Procultura,  Sistema Nacional de Cultura e  Vale-Cultura, além de estarmos preparando o Projeto de Lei do Direito Autoral para o Legislativo. Trabalhamos muito para tornar o projeto mais abrangente e democrático. É claro que enxergo bem uma campanha difamatória para desqualificar e desestabilizar nosso trabalho,  que acaba nos dificultando um pouco, pois poderíamos estar 100% concentrados numa pauta propositiva. Mas a melhor resposta que tenho é mostrar serviço.

Fonte: Cultura e Mercado

Testes para atores e bailarinos – SP, RJ e RS

Seleção de elenco para musical – RJ

Produtora teatral no Rio de Janeiro seleciona artistas para integrar a equipe de sua nova produção, o musical infanto-juvenil “A Viagem de Ícaro”. Os ensaios ocorrerão no Rio de Janeiro. A produção fornece uma ajuda de custo aos atores durante o período de ensaios.
Perfis: Ator – Entre 19 e 30 anos, todos os perfis. Preferência aos que têm DRT, porém não é fundamental.
Atriz/dançarina – Entre 19 e 30 anos, todos os perfis. Necessário profissional que seja atriz, e que tenha conhecimento sólido em dança para realizar a manutenção dos números coreográficos. Também preferência às que têm DRT, mas não é fundamental.
Contato: Aos interessados, enviar currículo com fotos paramatheusmcc@yahoo.com.brouaviagemdeicaro@gmail.com

Seleção de elenco para musical – SP

A “Cia Itsloposky” está selecionando curriculo de atores e atrizes com idade entre 18 e 40 anos para musical “O Brilhante Mágico”, com direção geral de Milton Neves.
Perfil: Os candidatos devem cantar, atuar, dançar (com noção de sapateado) e ter DRT.
Contato: Os interessados deverão enviar currículo com foto de meio corpo para o e-mail:// obrilhantemagico.audicao@hotmail.com//
Data limite de envio: 22 de maio de 2011. (Os candidatos pré-aprovados serão convocados para teste).

Seleção de atores e atriz para curta

Procura-se atores para curta-metragem, a ser realizado como projeto de conclusão de curso da universidade PUC-Rio.
Cachê: Não haverá cachê, mas os custos de transporte e refeições serão arcados pela produção.
Perfis: 5 atores homens, entre 25 e 55 anos e 1 mulher acima de 35 anos. Não necessita boa aparência. Os atores devem morar no Rio de Janeiro e estarem disponíveis para gravar de 20 a 22 de maio de 2011.
Contato: Os interessados deverão entrar em contato através do e-mail// facadafilmes@gmail.com// , enviando fotos e/ou vídeos.

Seleção de elenco para curta

O INARTES está recebendo currículo e foto (corpo e rosto) de atores e atrizes de todas as idades para integrarem o NAV – Núcleo Aúdiovisual que se formará em breve para a produção de curtas, documentários, DOCTVS e longas.
Contato: O material deverá ser enviado para:institutonacionaldeartes@gmail.com
www.inartes.art.br

Seleção de elenco para curta universitario – SP

Casting para curta-metragem “Passagem”. O projeto faz parte do TCC de alunos do curso de Cinema da Anhembi Morumbi.
Sinopse: Durante uma viagem com os amigos, Pedro recebe a notícia de que sua avó está morrendo. Mesmo não tendo uma boa relação com a família, Pedro viaja para o interior para se despedir dela.
Perfis: Tia Nair (50 a 60 anos), Tio Luiz (50 a 60 anos), Elza (50 a 60 anos) e Primo Bruno (20 a 24 anos).
Filmagem: Acontecerá em Caçapava (interior de SP) entre 8 e 14 de julho.
Número de diárias: Entre 2 e 5.
Cachê: R$100,00 (por diária) – além de transporte, hospedagem e cópias do DVD do filme finalizado.
Contato: Interessados, por favor, enviar material (fotos, links, CV) para// elisarinco@hotmail.com//
Tel: (11) 9834-6612Elisa Rinco

Seleção de ator para curta – RJ

Seleção de ator voluntário para participar do curta universitário “Ensaio Pb-82”, que será feito para a disciplina de Cinegrafia, da Escola de Comunicação da UFRJ.
Sinopse: Vladimir vê o tempo passar enquanto observa a vida alheia, principalmente através das lentes de sua câmera. O mural de fotos em construção tem importância ímpar para esse solitário fotógrafo. É pensando nisso que ele decide ligar para uma prostituta.
Perfil de Vladimir: 30 anos, fotógrafo. Boa aparência. Solitário, seguro e frio em relação ao mundo.
Quando: O teste de elenco será realizado nesta sexta-feira, 13/05, na sala 143 da Pós graduação da Escola de Comunicação da UFRJ, a partir de 9h.
Contato: Interessados enviar foto para// ensaiopb82@gmail.com//   até próxima quinta, 12/05.

Seleção de atriz para curta universitário – SP

Aluno de cinema na FAAP irá co-dirigir um curta-metragem este mês na faculdade chamado “Contam as Horas”.
Precisa-se urgente de uma atriz para interpretar a personagem JANETE.
Segue uma breve sinopse do filme:
O retrato de um dia na vida de ARTUR, um rapaz que trabalha numa loja de relógios em um shopping e remonta a realidade cotidiana, a sua volta, em perspectiva de fugir do tédio de sua rotina de trabalho.
Lidando com a mais variada espécie de clientes, o dia todo, ARTUR imagina situações para cada bizarras para cada cliente.
O perfil da personagem é:
JANETE: 40-60 anos. Uma senhora gordinha e abobalhada que, inocentemente,
irrita ARTUR com todas suas ações.
Por se tratar de um filme universitário e de baixo orçamento, estamos
oferecendo um cachê simbólico no valor de R$ 50,00 por diária (no caso da
personagem em questão, precisamos para as duas diárias, portanto o cachê
fica no valor de R$ 100,00) aos atores, e também oferecemos transporte e
alimentação para todos.
As filmagens ocorrerão na FAAP nas madrugadas (entre 23:00h e 7:00h) dos dias 17 para o 18 e do 18 para o 19 de maio.
Às interessadas, enviar material para
// contamashoras@gmail.com//

Seleção de bailarinas “Paquitas: O Mundo da Xuxa” – SP

MENINAS DE 17 à 19 anos, CURSANDO O ÚLTIMO ANO DO ENSINO MÉDIO (PREFERÊNCIA NOTURNO).
BAILARINAS, DANÇARINAS, OU OUTRA MODALIDADE DE DANÇA;
Perfil para o teste:
QUE ACEITEM MUDAR A COR DO CABELO P/ O “LOIRO” ( APÓS A APROVAÇÃO DO TESTE)
Para trabalhar como Paquita no parque “O Mundo da Xuxa”
Disponibilidade de terça a sexta, das 09h as 16h
Inicio do trabalho: JUNHO/2011
Periodo de 1 mês de experência, após este periodo, trabalho de JULHO à DEZEMBRO/2011
CACHÊ: SOMENTE SERÁ INFORMADO ÀS SELECIONADAS.
Além do cachê, o trabalho oferece alimentação/maquiagem/tratamento capilar.
O teste será realizado inicialmente no Parque Temático “O MUNDO DA XUXA”
Onde? “O MUNDO DA XUXA”
Quando? 11 de Maio de 2011 (QUARTA)
Horários? Das 10 às 16 horas.
Local? Avenida das Nações Unidas,22540 – SHOPPING SP MARKET
Estação Trem JURUBATUBA
A candidata deverá levar um lanche e uma roupa de ensaio.
Importante: NÃO HAVERÁ CACHÊ TESTE
LEVAR UM BREVE CURRÍCULO (1 PÁGINA) – E UMA FOTO “LIVRE”.
ATENÇÃO: AGUARDAR PARA O CHAMAMENTO NA SAÍDA DE EXCURSÕES DO PARQUE
CHEGAR COM 1 HORA DE ANTECEDÊNCIA
INFS: 11 9170 2744 / 6136 1074

Seleção de atrizes para teatro infantil – RS

Contrata-se atrizes com idade entre 17 e 22 anos, com disponibilidade para viajar pelo Rio Grande do Sul, para empresa de teatro infantil em Novo Hamburgo-RS.
Contato: Interessados devem enviar e-mail para:// castro_caa@hotmail.com

Fonte: Guia do Ator

CASO VOCÊ SEJA PRODUTOR E ESTEJA INTERESSADO EM DIVULGAR OPORTUNIDADES PARA ARTISTAS, ENVIE AS INFORMAÇÕES PARA catarsemusical@gmail.com. EM ATÉ 24H DISPONIBILIZAREMOS A NOTÍCIA SOBRE O ASSUNTO AQUI  NO BLOG.

Planalto intervém para conter crise na pasta da Cultura

por Natuza Nery, Fernanda Odilla e Catia Seabra, de Brasília

O governo decidiu intervir no Ministério da Cultura para tentar controlar o bombardeio sofrido pela titular da pasta, Ana de Hollanda.
Com o apoio do PT, escalou uma “interventora” para o órgão com o objetivo de represar a disputa política e evitar que a situação chegue ao ponto em que a presidente Dilma Rousseff se veja obrigada a demitir a ministra.
A secretária nacional de Cultura do PT, Morgana Eneile, foi nomeada assessora especial da ministra com a missão expressa de ajudá-la a debelar a crise e construir uma agenda positiva.
Eneile apoiou a indicação de Hollanda para o ministério, em dezembro passado.
A ministra tornou-se alvo de críticas por várias razões.
Ela quis rever a reforma na lei de direitos autorais prometida por seu antecessor, Juca Ferreira, e suspendeu o pagamento de convênios com indícios de irregularidades.
Também eliminou do site do ministério o selo “Creative Commons”, licença para uso livre de conteúdo na internet.
Em outra frente, fragilizou-se entre os petistas. Provocou isso ao cancelar a nomeação do sociólogo Emir Sader para presidir a Fundação Casa de Rui Barbosa, depois que ele declarou em entrevista à Folha que a ministra era “meio autista”.
Todos esses episódios, somados ao uso de diárias de viagem em finais de semana sem agenda oficial, transformaram Ana de Hollanda na mais frágil residente da Esplanada dos Ministérios.
Dilma autorizou a operação para salvar sua auxiliar, mas espera que ela dê demonstrações de que consegue neutralizar os ataques.
“Ela está sob uma guerra psicológica pesada”, disse ontem o ministro Gilberto Carvalho (Secretaria-Geral).
“A posição no Planalto é de apoio e respaldo a ela. Agora, tudo depende dela e da capacidade de sua equipe de cerrar fileiras em sua defesa.”

CHORO
Em encontro com lideranças do PT ontem em São Paulo, Ana de Hollanda deu sinais de fragilidade.
Observada da plateia por Morgana Eneile, que estava com outros assessores, ela chorou no início de sua fala, pediu desculpas e disse que estava emocionada. Gaguejou ao explicar a estrutura da pasta e lamentou não ter tempo para responder perguntas.
Brevemente, comentou a crise: culpou a imprensa por publicar “intrigas” e afirmou em seguida: “Meus companheiros estão comigo”.
Para interlocutores de Dilma, Ana de Hollanda sofre uma das campanhas mais “sórdidas” já protagonizadas por um ministro em apenas cinco meses de gestão.
No Planalto, o ex-ministro Juca Ferreira é visto como um dos interessados no enfraquecimento da sucessora, após ter feito intensa campanha para seguir no comando do ministério. A Folha não conseguiu localizá-lo para comentar o assunto.
Para demonstrar que, por enquanto, ela conta com a retaguarda do Planalto, Gilberto Carvalho visitará a colega amanhã. Nas palavras de um interlocutor da presidente, quando um técnico tira um jogador de campo antes do fim do primeiro tempo, é porque errou na escalação. Ou seja: por ora a demissão não interessa ao Executivo.
Dilma, contudo, não pretende segurar Ana de Hollanda a qualquer preço.


Colaboraram RANIER BRAGON, de Brasília, e GABRIELA LONGMAN, de São Paulo

Fonte: Folha de S. Paulo

Plano Nacional de Museus será tema de audiência pública

A Comissão de Educação e Cultura promove nesta terça-feira (10/5) audiência pública para debater o plano nacional setorial de museus. Elaborado em 2010, no 4ª Fórum Nacional de Museus, o plano contém as diretrizes e metas do setor para os próximos dez anos.

A audiência foi proposta pelo deputado Angelo Vanhoni (PT-PR). O parlamentar quer discutir prognósticos, planejamento e ações em curso do Instituto Brasileiro de Museus-Ibram (autarquia do Ministério da Cultura responsável pela melhoria dos museus federais e pela promoção de ações integradas entre essas instituições).

O presidente do Ibram, José do Nascimento Júnior, foi convidado para o debate. Segundo o instituto, apenas 20% dos municípios brasileiros contam hoje com museus. Uma das metas do plano setorial é a criação de cerca de 250 museus.

O governo deu início à Política Nacional de Museus em 2003. Foram criados o Sistema Brasileiro de Museus, o Cadastro Nacional de Museus, o Estatuto de Museus e o plano setorial, além do próprio Ibram.

O financiamento do setor também estará na pauta da audiência. “No Brasil, os recursos ainda são insuficientes para as políticas públicas na área da cultura”, disse Vanhoni. O deputado lembrou que a comissão aprovou emenda, destinando recursos para os museus no Orçamento de 2011, mas a verba foi contingenciada.

Leia a íntegra do Plano Nacional Setorial de Museus.

*Com informações da Agência Câmara de Notícias

Fonte: Cultura e Mercado

Debate Cine Belas Artes – 13/05

Blog Stats

  • 167.125 hits