Planeta Terra 2011 confirma The Strokes, The Vaccines e Toro Y Moi

O Terra, maior empresa latino-americana de mídia digital, anuncia a data de 5 de novembro para a realização da quinta edição de seu Planeta Terra Festival, em São Paulo, e as três primeiras atrações do line up deste ano: The Strokes, The Vaccines e Toro Y Moi. A venda de ingressos terá início em maio.

Direto de Nova York, o quinteto The Strokes – liderado por Julian Casablancas – está em turnê com seu novo álbum, o aguardado Angles. O lançamento chegou a ser definido pela revista Time como “um exercício de dez canções em precisão no rock”.

Já os britânicos do The Vaccines lançaram no ano passado seu álbum de estreia, chamado What Did You Expect From the Vaccines?. Sua sonoridade crua e de garagem já chegou a ser comparada com The Ramones e The Jesus & Mary Chain.

Completando esse trio que se apresenta no dia 5 de novembro está Toro Y Moi, nome de palco do americano Chaz Bundick. O músico tem como principal característica a mistura de gêneros, passando pelo freak-folk e R&B.

Ingressos
Os ingressos para o Planeta Terra 2011 começarão a ser vendidos em maio. No ano passado, os 20 mil ingressos se esgotaram dois meses antes do festival. Boa parte desse total foi vendida antes mesmo que o público conhecesse o line up completo da quarta edição do evento.

Última edição
Em 2010, quinze atrações passaram pelos dois palcos do Planeta Terra. Foram quase 12 horas de música conduzidas por nomes como Smashing Pumpkins, Pavement, Phoenix, Mika, Of Montreal, Empire of the Sun, Hot Chip, Passion Pit e outros.

Para quem não pôde conferir os shows de perto, o Terra transmitiu as apresentações para todo o Brasil e América Latina em alta definição (HD). Kid Vinil, Bárbara Thomas e Gastão Moreira foram os anfitriões dos mais de 3,5 milhões de internautas que acompanharam o festival pela internet.

O Planeta Terra teve na sua quarta edição, quase 480 toneladas de estruturas para montar seus dois palcos, o Main Stage e o Indie Stage. Foram 600 mil watts de potencia de som, 30 km de cabos e 600 mil watts. Ao todo, a produção do festival mobilizou 1549 pessoas. Como no ano passado, a B/Ferraz será a agência organizadora do evento.

Criado em 2007, o Planeta Terra já recebeu em seus palcos nomes como Lily Allen, Bloc Party, Kasabian, Primal Scream, Iggy Pop, Sonic Youth, Breeders, Offspring, Foals, Kaiser Chiefs e outros.

Mais sobre as primeiras atrações de 2011

The Strokes
A banda de rock The Strokes lançou recentemente seu quarto álbum de estúdio, Angles, que estreou na quarta posição na parada dos Top 200 Álbuns da revista Billboard. A banda vendeu mais de 88.000 cópias de Angles na sua primeira semana. Angles estreou na terceira posição no Reino Unido, em quarto no Canadá, e em primeiro na Austrália. O álbum também está prestes a entrar no top 10 da parada de rock moderno da revista Billboard.

Angles também tem recebido muitos elogios da critica, com a revista Rolling Stone chamando-o de “o melhor álbum que The Strokes já gravou desde Is This It, de 2001” na sua resenha que concedeu quatro estrelas ao álbum. Outros críticos enalteceram Angles como uma bem vinda reinvenção para a banda, com a revista NME observando que “Angles faz jus ao seu nome por chegar ao ouvinte a partir de alguns pontos de fato bastante obtusos.”

Angles é o primeiro novo lançamento da banda desde First Impressions of Earth, de 2006, e marca a ambição daquele álbum com o imediatismo dos primeiros álbuns da banda, Is This It (2001) e Room On Fire (2003). Em 2010, a banda retornou à estrada, tocando e estando à frente dos principais festivais realizados nos Estados Unidos e no Reino Unido, incluindo o Festival da Ilha de Wight, Lollapalooza, Hurricane Festival, Splendour In The Grass, Rockness, Outside Lands, e Austin City Limits.

The Vaccines
O album What Did You Expect From the Vaccines? marca a estréia do The Vaccines, trazendo 11 canções produzidas em Londres, em menos de um mês, por Dan Grech em 2010. A faixa If You Wanna, segundo o vocalista Justin Young,. “cristalizou o que nós éramos e para onde estávamos indo, o que veio depois foi um processo de aparar as canções lançadas em sua essência”.

If You Wanna, com sua simplicidade afiada, fez sucesso meteórico, tanto que a versão demo postada online pela banda, no verão de 2010, foi rapidamente divulgada. Ela foi o ponto de partida da banda – Freddie Cowan (guitarra), Arni Arnason (baixo) e Pete Robertson (bateria) que, juntamente com Justin deram, finalmente, o pontapé inicial ao The Vaccines na primavera de 2010, poucos meses após os primeiros ensaios.

“Nós nunca estabelecemos nenhum tipo de proposta, mas, quando começamos a tocar, percebemos rapidamente que através do nosso amor compartilhado pela ‘canção pop perfeita’ havia uma ligação real, nós todos nos sentimos realmente revigorados e excitados pela música que estávamos fazendo”, diz Justin. “Se ainda havia algo a buscar, foi criar uma música pop direta, profunda e emotiva, o tipo de material que The Modern Lovers, The Velvet Underground e The Clash faziam com tanta facilidade.”

Toro Y Moi
Toro Y Moi é Chaz Bundick, um americano nascido e criado em Columbia, Carolina do Sul. Após concluir sua graduação em Design Gráfico na Universidade da Carolina do Sul, Chaz decidiu impulsionar sua carreira musical, quando passou a ter mais tempo livre. Bundick muda sempre, em evolução constantemente. Além da forte influência das coleções de cassetes e vinis dos pais, ele também possui grande admiração pelas influências contemporâneas como Animal Collective, Sonic Youth, J Dilla e Daft Punk.

Assim como a maioria dos jovens pré-adolescentes, ele tinha uma banda punk e depois que ela terminou, o projeto paralelo logo se tornou o foco principal.

Toro y Moi começou em 2001 como um projeto de quarto, mas cresceu rapidamente no reino da performance ao vivo. As canções nasceram de uma miríade de diferentes gêneros, do freak-folk ao R&B passando pelo house francês – os quais são a mais forte influência do recente pseudônimo dance de Chaz, Les Sins. Antes do lançamento de qualquer álbum, Toro Y Moi já recebeu elogio de websites musicais como o Pitchfork e o Gorilla Vs. Bear, bem como na próxima reportagem impressa no NME e Dazed and Confused.

Fonte: Terra

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog Stats

  • 168.113 hits
%d blogueiros gostam disto: