Spray galeria: o novo endereço do graffiti na Vila Madalena

Para ampliar a visibilidade da obra de artistas procedentes da arte urbana no Brasil foi criado na Vila Madalena, em SP, um novo reduto de grafiteiros: a Spray Galeria. A ideia nasceu da parceria entre o artista Rui Amaral e do colecionador José de Souza Queiroz .

A exposição inaugural Remédio® reúne obras de Carlos Delfino, Ciro Cozzolino, Marta Oliveira, Rui Amaral e Zé Carratu. Os cinco participantes são originários de coletivos, quatro dos quais do Tupinãodá – “Você é Tupi daqui ou Tupi de lá, Você é Tupiniquim ou Tupinãodá?” – verso que deu origem a este primeiro coletivo de rua, na década de 80, em São Paulo.

O Alquimista ,de Rui Amaral

Para ampliar a visibilidade da obra de artistas procedentes da arte urbana no Brasil foi criado na Vila Madalena, em SP, um novo reduto de grafiteiros: a Spray Galeria. A ideia nasceu da parceria entre o artista Rui Amaral e do colecionador José de Souza Queiroz .

A exposição inaugural Remédio® reúne obras de Carlos Delfino, Ciro Cozzolino, Marta Oliveira, Rui Amaral e Zé Carratu. Os cinco participantes são originários de coletivos, quatro dos quais do Tupinãodá – “Você é Tupi daqui ou Tupi de lá, Você é Tupiniquim ou Tupinãodá?” – verso que deu origem a este primeiro coletivo de rua, na década de 80, em São Paulo.

Arte como cura, Remédio® para os olhos, Remédio® para a alma

“O grupo criou o Beco do Batman, na Vila Madalena”, lembra Rui Amaral. ”Os cinco artistas reunidos na mostra pertencem à geração 80 e acabaram construindo uma carreira polivalente no universo criativo, sem perder de vista a produção artística independente, ao participarem de exposições e terem seus trabalhos em acervos de museus e instituições”.

Passeando pela galeria, o artista vai contando um pouco sobre cada colega: Ciro Cozzolino, que foi companheiro de Leonilson, quando morou na Europa, e participou da emblemática mostra Como vai você, Geração 80? mantém como atividade principal a pintura. Já Zé Carratu, um dos fundadores do Tupinãodá, é também prestigiado cenógrafo, assim como Marta Oliveira, a única da mostra advinda de outro coletivo, o Atelier Xarandu. Enquanto Carlos Delfino trocou os muros da cidade pela tridimensionalidade de infláveis gigantes. Já ele, Rui Amaral, continua na rua com o graffiti, desenvolvendo projetos sociais na periferia. Na galeria também é possível ver a obra dele, colorida e inspirada em ficção científica.

Programação

“A idéia da Spray Galeria é montar a história desse movimento da arte urbana”, explica Rui. “Estamos abrindo a galeria com o pessoal dos anos 80, na sequência vem um pessoal dos anos 90 do Rio de Janeiro mais ligado ao hip hop no dia 20 de maio”.

Ele antecipa para a coluna algumas exposições previstas para o ano: “depois dos cariocas é a vez das mulheres, as grafiteiras desta década. Em outubro, serão os pixadores.” Para o final do ano, conta que vai inaugurar uma exposição, que segundo ele, ainda é surpresa. Vamos esperar! Enquanto isso, faça um passeio virtual pela galeria e conheça as obras da exposição Remédio®.

Não se esqueça: o efeito desse Remédio® se faz sentir após cerca de 10 minutos de apreciação.

Reportagem: Anapaula Ziglio
 
Até 07 de maio de 2011
Local: Spray Galeria
Endereço: Rua Delfina, 112 – Vila Madalena – São Paulo – SP
Datas e horários: de terça a sábado das 11h às 20h – domingo das 14h às 20h
Entrada Gratuita


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog Stats

  • 168.113 hits
%d blogueiros gostam disto: